Entrevista com Selma RB Rizzo. Jornalista, escritora e contatada

“A Primeira Verdade”, livro da jornalista e escritora Selma RB Rizzo, narrando suas experiências pessoais com abdução e ufologia.

Por Pepe Chaves*
De Belo Horizonte-MG
Para VF/UFOVIA
06/10/2015

Selma RB Rizzo é jornalista, escritora e terapeuta holística. Ela alega estar sendo contatada por alienígenas por cerca mais de 25 anos. Trabalhou como Radiestesista, Cromoterapeuta, facilitadora de Reike, Shiatsu, Do In, Reflexologia, Pindas Chinesas, Cura Prânica, Mantras Pessoais com Hologramas, Florais Energéticos em cartões. Na cidade de Palmas, trabalhou como jornalista na TV Javaés (BAND), no Jornal Tribuna do Estado, onde tinha uma coluna e administrou um escritório de Representação de Prefeituras do Estado do Tocantins. Atualmente trabalha na Associação Mineira de Imprensa – AMI, como Assessora da Presidência. Em seu livro, “A Primeira Verdade”, ela torna público parte de sua experiência, narrando detalhes marcantes pelos quais passou na presença de criaturas desconhecidas. De acordo com Selma, a partir de 1985 as experiências tiveram início para depois surgir desfechos fantásticos. O livro tem projeto gráfico e ilustrações da capa e contracapa assinado por Pepe Chaves e Ícaro Chaves. Estas ilustrações reconstituem, segundo a autora, alguns dos momentos que ela teria passado sob a influência alienígena. Nesta entrevista gentilmente concedida ao portal UFOVIA ela aborda um pouco do conteúdo de seu livro e de suas vivências inusitadas, agora tornadas públicas.

Via Fanzine – Prezada Selma, como tudo se iniciou para a senhora?
Selma RB Rizzo – Em 1985, quando eu morava no Bairro Estrela Dalva e pensei estar sonhando até ficar sabendo anos depois, que muitos compartilharam da mesma visão.

Via Fanzine – Que visão era essa? (comente mais sobre isso, por favor).
Selma RB Rizzo – Olhe, meu amigo, dizer que foi bom, não posso. Eu estava dormindo quando fui acordada por uma forte luz que adentrou meu quarto. Levantei-me e fui até a janela. Vi uma enorme nave que pairava no ar. Olhei em volta e vi algumas pessoas na rua. A janela do prédio ao lado também estava tomada por esta luz. Não era uma luz comum, era muito intensa! Lembro-me de ter visto uma mulher e uma criança dentro desta luz, sendo levadas para a nave.

Via Fanzine – Em 2002, a senhora reparou espécie de figuras que surgiram nas paredes de sua residência. Pode nos contar o que aconteceu naquela ocasião?
Selma RB Rizzo – Apareceram desenhos na parede do meu apartamento, que sugeriam rostos de ETs. A partir daí tudo começou a acontecer. Sonhos, contatos, avistamentos e fui usada por “eles”, em uma experiência. Ufólogos nos visitaram. A energia do apartamento era “latente”.

Via Fanzine – Na ocasião ocorreu mais algum fato marcante relacionado?
Selma RB Rizzo – Eu jamais poderia pensar que minha vida iria se transformar tanto. Como eu não tinha conhecimento sobre ufologia, eu comentei com várias pessoas o que havia aparecido na parede. Dai a teia foi se formando e muitos nos visitavam para vê-los. Porém, a cada dia que passava, os contatos eram mais intensos. Eu via seres estranhos pela casa, não dormia direito, meu marido era visitado à noite por seres que furavam seus pés. E acabei sendo usada por “eles” em uma experiência traumatizante.

Via Fanzine – O que “eles” querem de nós?
Selma RB Rizzo – Acredito que de nós, nada. Estão preocupados com o planeta Terra, pois todos nós fazemos parte de um sistema. Também correm o risco de extinção.

Via Fanzine – Mas em que sentido “eles” estariam preocupados com o nosso planeta?
Selma RB Rizzo – Eles, também fazem parte de um Universo. Somos um todo. Acredito que se um quarto de nossa casa pegar fogo, o resto da casa estará em risco. Digo isto sobre alguns deles, pois existem outros em que seus planetas foram extintos e se infiltram entre nós, vivendo como humanos.

Via Fanzine – Por que somente algumas pessoas são contatadas?
Selma RB Rizzo – Existe um sinal cósmico, como uma antena. As pessoas que vibram na mesma frequência que eles, passam por estas vivências. É como uma estação de rádio. Vale salientar que são “eles” que escolhem a ocasião, o local e a pessoa. Os contatados devem ter responsabilidade moral no uso das informações por “eles” transmitidas.

Via Fanzine – De modo geral, como a senhora vê as abduções pelos alienígenas?
Selma RB Rizzo – Na verdade, é um sequestro. São levados sem permissão e na maioria das vezes, não é uma viagem agradável.

Via Fanzine – A senhora pode nos mencionar algum momento marcante que passou ao sofrer uma abdução?
Selma RB Rizzo – Já fui levada por “eles” em uma tarde, diante de muitas pessoas no bairro Savassi, em Belo Horizonte. Alguém deve ter visto! Também quando passei por uma experiência em minha loja, onde muitas pessoas puderam presenciar um contato tão forte que a cadeira onde eu me sentava se ergueu do chão e muitos que lá estavam sentiram um leve choque. Foi uma experiência em que meu coração acelerou tanto que, me disseram depois que eu poderia ter morrido. Foi horrível.


Detalhes de capa e contracapa do livro “A Primeira Verdade”, de Selma RB Rizzo.

Via Fanzine – Após tantas ocorrências, a senhora guarda algum trauma destes contatos?
Selma RB Rizzo – Sim. Além da forma com que “eles” se apresentam, tenho lembranças conscientes e outras que prefiro deixar lá no subconsciente, aprisionadas.

Via Fanzine – E como é essa forma que eles se apresentam?
Selma RB Rizzo – A maioria tem forma humanoide. Mas já vi alguns que se parecem com animais terrenos.

Via Fanzine – Durante os instantes em que esteve em companhia deles houve momentos de dor física ou de muito medo e tensão? A senhora pode nos descrever alguns flash ou passagem marcante?
Selma RB Rizzo – Sim, a tensão sempre existe. Acho que ninguém está preparado para vivenciar tal tipo de experiência, pelo menos eu, não. Existem contatos que nos marcam para sempre, como a experiência que fizeram comigo no apartamento e outra onde me deram fortes choques.

Via Fanzine – Desde quando e por que eles abduzem, e que tipo de experimentos eles realizam com os seres humanos?
Selma RB Rizzo – Segundo o que sei, pelos amigos ufólogos que tenho hoje, que estão sempre me trazendo informação a cerca destes fatos, há muitos anos eles já abduzem pessoas. É que antigamente elas não tinham coragem de contar. Veja meu caso, levei quase 26 anos para tal. Acho que abduzem, porque precisam de algum material genético nosso e também para passar alguma informação que neste plano não conseguiríamos captar.

Via Fanzine – Qual é a origem deles? De onde eles vêm e com quais interesses?
Selma RB Rizzo – Acredito que alguns vêm de outros planetas, outros vêm de outra dimensão e ainda outros, já vivem entre nós.

Via Fanzine – Como a sua família se relaciona com o seu envolvimento a cerca destes assuntos?
Selma RB Rizzo – Com muita ressalva. Por esta razão demorei tanto tempo para publicar. Depois do lançamento sei que precisarei dar muita explicação, mas estou pronta. Não consigo mais viver com tanta coisa que aconteceu em minha vida, anotadas em um caderno e dividida com alguns amigos. Uma verdade vai ser dita. A minha.

Via Fanzine – Em seu livro “A Primeira Verdade”, a senhora fez questão de reproduzir as ilustrações de capa e de contracapa, de acordo com passagens vividas em suas experiências, como nos afirmou. Poderia nos fazer um resumo destas duas ocorrências que ilustram o exterior de seu livro?
Selma RB Rizzo – Quando pedi ao designer que fizesse a capa, eu mencionei uma situação real e ele retratou com muita propriedade a situação. Já na contra capa, eu quis me expressar através da imagem, a vontade “deles” de aproximação e em alguns momentos a minha disponibilidade para tal contato.

Via Fanzine – Por que somente agora a senhora resolveu tornar públicas as suas experiências?
Selma RB Rizzo – É chegada a hora das grandes verdades aparecerem. Ninguém será mais queimado ou perseguido. Estou dando minha contribuição para o planeta. Ao me expor, eu encorajo pessoas que precisam ser acreditadas, libertas de uma sociedade hipócrita que nega o inevitável. Não estamos sós!

Via Fanzine – O que a senhora poderia dizer a quem duvida de suas experiências?
Selma RB Rizzo – Esta é a minha verdade. Estou aqui para torná-las reais, minha presença e o livro dá credito a todas as palavras nele contidas.

Via Fanzine – E o que poderia dizer a quem acredita em tais experiências e ainda afirma que já passou (ou passa) por situações semelhantes?
Selma RB Rizzo – Apenas que falem suas verdades, que não tenham medo, se libertem das informações que podem trazer e quem sabe ajudar este planeta em sua evolução.

Via Fanzine – Qual é a previsão para o lançamento de seu livro “A Primeira Verdade”, e como as pessoas interessadas podem adquiri-lo?
Selma RB Rizzo – A previsão de lançamento é para novembro próximo. Posso adiantar que a solenidade de lançamento acontecerá na Associação Mineira de Imprensa (AMI), em Belo Horizonte. Para encomendar e adquirir o livro basta solicitar pelo e-mail: selmarbrizzo@hotmail.com ou pelo celular (31) 8619 1559 (TIM).

Via Fanzine – Agradecemos pela entrevista e pedimos para nos deixar as suas considerações finais.
Selma RB Rizzo – Eu que agradeço a oportunidade e espero estar contribuindo de forma testemunhal sobre a existência de outros, além de nós, nesta Terra.

FONTE:

  • Pepe Chaves é editor do diário digital Via Fanzine e da ZINESFERA.

  • Imagens: Arte por Pepe Chaves e Ícaro Chaves / Arquivo Selma RB Rizzo.

  • Produção: Pepe Chaves
    © Copyright 2004-2015, Pepe Arte Viva Ltda. Brasil.

Via: http://ufos-wilson.blogspot.com.br/2015/10/entrevista-com-selma-rb-rizzo.html