I-Team confirma que Pentágono divulgou vídeos de UFOs

UFO TIC TAC 
Créditos: ATTIP

Autoridades da Marinha dos Estados Unidos emitiram uma declaração impressionante há alguns dias. A Marinha anunciou que está desenvolvendo novas políticas que tornarão mais fácil para os pilotos e outros militares enviarem relatórios oficiais sobre encontros com “fenômenos aéreos inexplicáveis”, também conhecidos como UFOs.

O que há por trás desse anúncio dramático? E isso está relacionado aos vídeos sobre UFOs que foram divulgados no final de 2017?

Para a Marinha dos EUA emitir uma declaração tão forte sobre os UFOs e a importância de investigar cada incidente é uma mudança um tanto abrupta. Ela está em contraste marcante com todas as declarações conflitantes feitas pelo Pentágono nos últimos 15 meses – afirmando que o estudo secreto patrocinado pelo senador de Nevada Harry Reid não era realmente sobre UFOs, que terminou anos atrás, e que os três vídeos não foram realmente liberados pelo Departamento de Defesa. É suficiente dizer que as declarações do Pentágono simplesmente não são precisas.

UFO TIC- TAC

 

Um vídeo do encontro da Marinha, em 2004, com um objeto apelidado de UFO Tic-Tac. Outro da incursão de 2015 por vários objetos desconhecidos na costa da Flórida apelidado de Gimbal. E uma nave muito veloz apropriadamente conhecida como “Go Fast”.

Dois desses três vídeos vieram a público em dezembro de 2017,  divulgados simultaneamente pelo New York Times e pela To The Stars Academy. A proveniência dos vídeos tem sido disputada desde então.

“Os vídeos foram divulgados pelo Departamento de Defesa. O Departamento de Defesa tomou a decisão de liberá-los”, disse Lue Elizondo, ex-oficial da inteligência.

George Knapp: “Então, alguém deu a esta luz verde?”
Lue Elizondo: “Absolutamente, e não fui eu.”

 

Lue Elizondo foi um oficial de inteligência de carreira, que por quase uma década dirigiu o AATIP (Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais), um esforço secreto do Pentágono que estudou e analisou casos de UFOs – encontros entre naves desconhecidas e unidades militares. O programa foi iniciado por insistência do Senador de Nevada, Harry Reid.

Em 2017, Elizondo deixou o Pentágono, em parte porque achava que esses incidentes não estavam recebendo a prioridade que mereciam. Antes de sair, ele iniciou um processo para obter os três vídeos, e muitos mais, desclassificados, para que o público pudesse vê-los. Ele insistiu em uma entrevista em junho de 2018, esses encontros não são incidentes isolados.


A AATIP encontrou muitas coisas“, disse o ex-senador Reid. “Isso não foi apenas um olhar único para o incidente com o Nimitz. Houve muitos incidentes que observamos e nós os observamos continuamente.”

Os porta-vozes do Pentágono foram confusos sobre a legitimidade dos vídeos e os críticos atacaram a ambiguidade. Mas o I-Team obteve parte da trilha de papel. O DD 1910, a etapa final em um processo de várias etapas, emitido pelo departamento de pré-publicação e revisão de segurança do Departamento de Defesa pode ser acessado.

LEIA: formulário DD 1910

O pedido especifica os três vídeos: Go Fast, Gimbal e FLIR, que era o nome original do encontro Tic-Tac. Algumas informações pessoais foram editadas, mas o documento mostra que a autorização para liberação foi concedida em 24 de agosto de 2017. O I-Team também adquiriu a diretiva do Departamento de Defesa que explicita como funciona o procedimento de liberação. O formulário mostra que os vídeos foram liberados pelo livro.

O senador Reid, que ajudou a iniciar o programa AATIP, confirmou que há muito mais de onde eles vieram. “Você não pode simplesmente esconder a cabeça e dizer que essas coisas não estão acontecendo. Temos instalações militares onde centenas e centenas de pessoas estão lá e veem essas coisas“, disse o senador Reid.

Depois que o I-Team obteve a papelada, Elizondo foi perguntado se ele arquivou o formulário com o Pentágono. Ele disse que não está autorizado a comentar, que cabe ao Departamento de Defesa. Sabe-se que os três vídeos – e os pilotos envolvidos nesses encontros – fizeram parte de vários briefings fechados ao Congresso no ano passado.

Oficiais da Marinha de alto escalão relataram que estavam tão surpresos quanto o pessoal do Congresso. Esse esforço contínuo é o que levou ao anúncio impressionante da semana passada por oficiais navais. Eles agora querem encorajar os pilotos a relatarem encontros incomuns, sem medo de danificar suas carreiras.

As instruções para o Congresso em curso no ano passado foram organizados por um homem chamado Chris Mellon, que trabalhou anteriormente para o Comitê de Inteligência do Senado e o Departamento de Defesa. Mellon, agora com a To The Stars Academy, enviou uma declaração ao I-Team, dizendo que, depois de altos oficiais da Marinha se juntarem as demais instruções, eles perceberam que era “indefensável” não ter um sistema que permitisse mais relatos desses incidentes.

LEIA: a declaração completa de Chris Mellon.

Assista à entrevista completa e legendada:

Fonte: Las Vegas Now, Canal João Marcelo, Tunguska Legendas

Via: https://ufo.com.br/noticias/iteam-confirma-que-pentagono-divulgou-videos-de-ufos.html

Anúncios

Obrigado por participar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s