Cientistas buscam evidência de vida alienígena em sistema próximo

dnot_10004

Representação artística do sistema Wolf 1061, no qual o segundo planeta orbita dentro da região habitável

 

Wolf 1061, a somente 14 anos-luz de distância, é orbitada por três planetas, um dos quais pode abrigar formas de vida

A busca por vida extraterrestre por observação direta está se intensificando, graças a melhoramentos tecnológicos e nas técnicas de investigação. A cada mês novos exoplanetas são descobertos, e com o lançamento nos próximos anos do telescópio espacial James Webb da NASA espera-se que seja possível obter imagens desses mundos, assim como análises precisas de suas atmosferas e condições. Mas a tecnologia atual já permite estudos importantes, como o realizado pela equipe do astrônomo Stephen Kane, da San Francisco State University e aceito para publicação no periódico Astrophysical Journal.

O objeto de estudo foi o sistema solar da estrela Wolf 1061. Essa anã vermelha está situada a 14 anos-luz de nós, e é bem menor e menos ativa que o Sol, com 0,7 % de sua luminosidade. De fato, quase trinta estrelas iguais a ela caberiam no volume do Sol. Wolf 1061 não produz tempestades e nem possui manchas solares, e foram descobertos três planetas circulando a seu redor. Todos os três mundos são super-Terras, maiores que o nosso, mas bem menores que Netuno. O segundo planeta, Wolf 1061c, se situa dentro da zona habitável, possibilitando que em sua superfície, caso seja rochoso, exista água líquida. Esta é uma condição essencial para a existência de vida, porém há um problema, esse mundo se situa perto do limite interno da zona de habitabilidade.

Dessa forma, os astrônomos consideram que Wolf 1061c pode ser mais parecido com Vênus do que com a Terra. O segundo planeta de nosso sistema já teve oceanos de água líquida, porém como está mais próximo do Sol estes evaporaram e formaram uma grossa camada em sua atrmosfera. Combinado a imensas quantidades de dióxido de carbono, o resultado são temperaturas na superfície superiores a 500º C. Porém, a órbita de Wolf 1061c é muito mais excêntrica que a da Terra, com duração de 18 dias, o que deve ocasionar dramáticas variações de temperatura, congelando e esquentando em questão de semanas. o que o estudo liderado por Stephen Kane aponta é que tais variações amplas podem equilibrar uma a outra e criar um ambiente que, embora extremo, permita a existência de formas de vida. Conforme Kane afirma: “O sistema de Wolf 1061 é importante por causa de sua proximidade, o que nos dá oportunidades para mais estudos e verificar se realmente pode abrigar vida alienígena”.

 

 

CRÉDITO: ARQUIVO

Diagrama de Wolf 1061 e seus três planetas conhecidos

Diagrama de Wolf 1061 e seus três planetas conhecidos

 

 Leia o artigo da equipe de Stephen Kane

Exoplaneta Proxima b pode realmente abrigar vida alienígena

Publicado um catálogo com os planetas que podem abrigar vida extraterrestre

Equipe brasileira descobre exoplaneta semelhante a Júpiter

Planeta alienígena a 1.200 anos-luz é fotografado

Número de exoplanetas confirmados supera a marca de 1.000

Planeta Nove poderá ter sua descoberta confirmada em breve

Estrela KIC 8462852 mostra comportamento ainda mais estranho

Fonte: http://www.ufo.com.br/noticias/cientistas-buscam-evidencia-de-vida-alienigena-em-sistema-proximo

Anúncios

Obrigado por participar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s