As engrenagens mecânicas do antigo Peru: Chaves para o Portão dos Deuses

As Engrenagens de bronze do antigo Peru se encaixam na descrição da “chave” lendária que abriria o acesso ao “Portão dos Deuses” no Hayu Marca.
 
As “Engrenagens de Bronze do antigo Peru”, ou “Engrenagens do Antigo Peru” são considerados por muitos como um dos artefatos mais misteriosos descobertos na América do Sul. Enquanto não se sabe muito sobre as enigmáticas ‘engrenagens’, elas são considerados por muitos como a prova definitiva de que milhares de anos antes dos Incas, uma civilização avançada floresceu na América do Sul. Hoje, quando você fala sobre as “engrenagens de bronze do Peru” a maioria das pessoas vai concordar que eles são ” Oopart ” (é um acrônimo em inglês para Out of Place Artifact “literalmente, artefato fora de lugar”. É uma terminologia criada para denominar um objeto de interesse histórico, arqueológico que se encontra em um contexto não usual e aparentemente impossível o qual tende a desafiar a cronologia da história convencional), enquanto os céticos permanecem confiantes de que nada mais são do que meros objetos decorativos usados por povos antigos que adoravam o sol.
 
Engrenagens do Antigo Peru
 
Estas duas teorias criaram um debate em curso entre os crentes e cépticos que tentam entender o que são os discos enigmáticos .
 
Há muita pouca informação sobre as engrenagens até hoje, e, embora existam algumas imagens que retratam as supostas engrenagens em boa forma, o seu objetivo tem permanecido um mistério durante anos. A maioria das fotos retratam os artefatos curiosos representando um total de seis objetos circulares que estranhamente se assemelham a engrenagens mecânicas com dentes. Isso levou muitos a acreditar que eles eram parte de uma máquina muito maior que foi usada pelos povos antigos no Peru.
 
Descobertas semelhantes foram encontrados no Mediterrâneo quando os mergulhadores recuperaram o mecanismo de Antikythera, um computador que remonta milhares de anos, composto por numerosas engrenagens que estranhamente se assemelham aos encontrados no Peru.
 
Querendo ou não se as enigmáticas “engrenagens de bronze do antigo Peru” foram utilizados de uma forma semelhante como as engrenagens dentro do mecanismo de Antikythera é difícil dizer. 
 
O Mecanismo de Antikythera
 
É por isso que não se pode descartar o fato de que as misteriosas ‘engrenagens de bronze do Peru’  poderiam ter pertencido a um dispositivo semelhante ao mecanismo de Antikythera, embora os céticos concordam que as engrenagens de bronze do Peru são discos do sol.
 
Os discos enigmáticas do Peru foram mencionadas pela primeira vez pelo professor Rafael Larco Hoyle em seu livro “Peru”. Lamentavelmente, a informação sobre as ‘engrenagens’ é extremamente limitado, por isso é muito difícil dizer o que os artefatos misteriosos foram no passado longínquo.
 

Porta de Amaru Meru (Aramu Muru) e as engrenagens misteriosas

 
Porta de Amaru Meru
 
Outra teoria sobre as misteriosas “engrenagens de bronze do antigo Peru” é que elas foram usados em conjunto com a “Puerta de Hayu Marka” ou “Doorway do Amaru Meru” (Portão dos Deuses).
 
A uma estrutura misteriosa semelhante a uma porta na montanha de Hayu Marca na região sul do Peru, perto do Lago Titicaca. É sem duvida um dos mais enigmáticos “monumentos” megalíticos da região. Indios nativos da região falam de uma lenda no qual essa porta misteriosa é na verdade “uma porta de entrada para as terras dos Deuses”, e através dela, muitos heróis e deuses vieram a Terra milhares de anos atrás. O chamado “Stargate” foi descoberto por José Luis Delgado Mamanu, um guia de montanhismo local, que estava explorando a área. Enquanto apreciava a vista na região montanhosa de Hayu Marca localizada no sul do Peru, ele se deparou com a estrutura gigante esculpida em uma rocha enorme que mede sete metros de altura e sete metros de largura, com uma misteriosa “porta” característica em seu centro.
 
De acordo com algumas lendas, a “porta” menor representa a entrada de almas mortais, enquanto que a ‘entrada’ maior e mais simétrica representa a entrada usada por divindades para acessar nosso reino. Curiosamente, Mamani afirmou que ele á muito tempo antes sonhava com esta estrutura, e viu o que parecia ser uma porta coberta com mármore rosa com várias figuras localizadas nos lados.
 
Lendas locais dizem que no passado distante, um padre inca chamado Amaru Muru, do templo dos sete raios havia fugido de seu templo com um disco de ouro sagrada conhecida como “a chave para os deuses dos sete raios.” 
 
O padre se escondeu nas montanhas de Hayu Marca com medo que o espanhol pudesse levar a chave dele. Mais tarde, o padre chegou ao “Portão dos Deuses” no Hayu Marca, onde mostrou a chave para vários sacerdotes e xamãs da área. Depois de terem realizado um ritual, a porta se abriu com uma luz azul que emanava de dentro. O padre, Amaru Muru entregou o disco de ouro para um dos xamãs e entrou pela porta, ele nunca mais foi visto.
 
Graças às lendas do “Portão dos Deuses”, é possível que as enigmáticas ” engrenagens de bronze do Peru ” eram na verdade usados pelos povos antigos na região como a “chave” para a alegada “Stargate”, ou réplicas que foram criadas em períodos posteriores, na esperança de recriar a ‘Key of the Gods’ original que abriria mais uma vez, o portal localizado perto do Lago Titicaca.
 

O que seria uma Stargate ?

 
 
 O aparelho chamado Stargate (inglês para “Portal das Estrelas”) é um grande dispositivo anular e com propriedades supercondutoras que, por meio de tecnologias altamente avançadas, permite viajar pelo “subespaço”, ao criar um buraco-de-verme estável entre portais, que geralmente estão localizados em diferentes sistemas planetários. Sua primeira aparição deu-se no longa-metragem para o cinema Stargate (1994), dirigido por Roland Emmerich, havendo sido posteriormente redesenhado para as telesséries Stargate SG-1, Stargate Atlantis e “Stargate Universe”. O aparelho Stargate é a premissa central do enredo de todas aquelas produções, cujo foco é uma pequena equipe de protagonistas que explora outros planetas e encontra outros povos ao viajar “a pé”, ao contrário de outras séries de ficção científica que pressupõem o uso de naves estelares.
 

Via: http://www.new-age-gamer.com/news/as-engrenagens-do-peru/

Anúncios

Obrigado por participar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s