O pensamento de Einstein sobre a vida extraterrestre

Albert Einstein, cuja Teoria da Relatividade mudou o mundo; físico alemão defendia a existência de vida extraterrestre

Em 1920, perguntado a respeito da questão alienígena, famoso cientista alemão deixou claro que em sua opinião a vida é abundante no Universo

Albert Einstein revolucionou a física e o entendimento da humanidade sobre o Universo por duas vezes. Sua Teoria da Relatividade Especial apresentou um novo entendimento para a natureza da luz, além de apresentar a famosa equação E=mc², que possibilitou a exploração da energia nuclear. Já com a Teoria da Relatividade Geral ele mostrou uma nova forma de abordar a gravidade, comprovando que vivemos em uma realidade quadridimensional, as três dimensões conhecidas, mais o tempo, formando o espaço-tempo contínuo.

Evidentemente muito mais realizou o sábio alemão, até hoje um dos cientistas mais conhecidos do mundo. Seu extenso trabalho pode ser conhecido em parte e com muito mais detalhes, agora que a Universidade de Princeton, onde ele trabalhou a partir do momento em que se estabeleceu nos Estados Unidos, fugindo da tirania nazista, liberou seus papéis e arquivos no formato digital. Por enquanto o acervo cobre somente o período até 1923, contudo pesquisadores já localizaram uma interessante declaração de Einstein, a respeito de vida extraterrestre.

Em janeiro de 1920, Albert Einstein foi entrevistado por um jornalista do London Daily Mail, que lhe perguntou a respeito de sua opinião sobre vida extraterrestre. A pergunta foi motivada pelas alegações de Guglielmo Marconi, pioneiro do rádio, que havia afirmado ao mesmo jornal haver captado misteriosos sinais, que considerou terem sido emitidos de Marte. Hoje se sabe que se trataram somente de emissões naturais de corpos celestes, mas na época houve certa comoção. A resposta de Einstein foi:

Existem todas as razões para acreditar que Marte e outros planetas são habitados. Por que a Terra seria o único planeta com vida humana? Ela não é singular em qualquer outro aspecto. Mas se criaturas inteligentes existem, eu não esperaria que elas se comunicassem com a Terra via rádio. Raios de luz, cuja direção pode ser controlada com muito mais facilidade, provavelmente seriam o primeiro método tentado.


BUSCA POR VIDA EXTRATERRESTRE EM MUITAS VIAS

Apressadamente, alguns poderiam ver isso como uma crítica antecipada ao projeto SETI, que busca por sinais de rádio de civilizações alienígenas. Contudo, ondas de rádio penetram muito mais facilmente na poeira do meio interestelar, cuja natureza era ainda desconhecida em 1920. Contudo, a ideia de Einstein estava correta quanto a raios de luz, especificamente laser, procura que já começa a ser feita pelo Instituto SETI e outros organismos. Porém, para captar um sinal de comunicação via laser, emitido por uma civilização extraterrestre, este teria que ser emitido praticamente em nossa direção, o que dificulta a captação. Além disso, evidentemente o conhecimento quanto a regiões de habitabilidade em sistemas solares além do nosso igualmente era muito limitado na época do grande sábio.

Confira os documentos de Albert Einstein no site de Princeton

Visite o site do SETI

 

As imagens da Relatividade

A descoberta que mudou tudo

 

Civilizações alienígenas avançadas, como procurar?

Novo telescópio deverá procurar civilizações extraterrestres

Alienígenas podem se comunicar conosco via laser

Astrônomo Geoff Marcy inicia busca por civilizações extraterrestres

Saiba mais:

Livro: Guia da Tipologia Extraterrestre

DVD: Destino Terra 2

Fonte: REVISTA UFO

 

Notas relacionadas

Anúncios

Obrigado por participar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s