Aldo Novak Denuncia: Operação ECHELON

As justificativas para seu uso são o combate ao terrorismo e outras “ameaças à sociedade”. Porém, o ECHELON é um programa que lê tudo o que se posta na Internet, transformando as mais inocentes frases em alvo de investigação criminal pela NSA, a agência de segurança nacional dos EUA.

Aldo Novak, do Relatório Alfa, expõe nesta entrevista à Revista UFO os reais objetivos doECHELON, principalmente no que diz respeito aos ufólogos comprometidos com a verdade. Além disso, é feita uma análise completa das palavras identificadas pelo programa como “alvo de investigação”.


Por quase 15 anos ufólogos do mundo todo vêm falando sobre a existência de um projeto altamente secreto destinado à escuta clandestina de ligações telefônicas, chamado Echelon. Na maioria das vezes o nome do projeto nem mesmo era citado, mas pesquisadores sérios sempre se preocuparam com a possibilidade de um sistema de escuta eletrônica controlado pelo governo dos Estados Unidos estar sendo empregado para controlar a atividade dos ufólogos. 

De acordo com as informações, o Echelon poderia ter acesso à quase todos os telefonemas feitos no mundo, à maioria das transmissões de fax e, mais recentemente, até aos e-mails de determinadas pessoas. Embora fossem ainda suposições, estas informações deixaram alertas investigadores e estudiosos do Fenômeno UFO, pois, em muitos casos, as próprias agências de inteligência e espionagem dos EUA divulgavam dados equivocados a fim de confundir os investigadores e abalar deliberadamente a credibilidade de seu trabalho. 

Por isso, todo cuidado é pouco. Com o passar do tempo, novos fatos revelaram uma realidade ainda mais assustadora do que se poderia supor. Descobriu-se que, por meio do Echelon, aAgência de Segurança Nacional [National Security Agency ou NSA] monitoraria constantemente também todas as transmissões de televisão, emissões de rádio, conversas feitas em walkie-talkies e até mesmo as transmissões dos rádios usados nos berços de crianças, as chamadas babás eletrônicas. 

Para tanto, a NSA empregaria um sistema chamado Sinal de Espionagem [Signal Intelligence ouSigint], em operação nos Estados Unidos há muito tempo, baseado na Rede de Satélites de Decodificação de Sinais Eletrônicos. É usando tal avançada tecnologia que a Agência consegue ter acesso a transmissões de faxes, telefonemas e à maior parte das mensagens de e-mail trocadas no planeta, exceto as que estiverem protegidas por chaves criptográficas – sistemas que embaralham as informações de uma mensagem, que em tese somente pode ser lida pelo destinatário. 

Mas, mesmo assim, quando as mensagens são captadas e “ouvidas” pela NSA, nem sempre são decodificadas inteiramente, pois não há capacidade de processamento para se analisar tudo. É como se uma pessoa estivesse em meio a uma rua movimentada, ouvindo buzinas, carros, pássaros, passos, alarmes, rádio, etc, tudo ao mesmo tempo. É isso o que a instituição faz. 

De todos os dados que chegam até ela, apenas trechos específicos são realmente analisados. Embora vários especialistas em espionagem internacional tenham deixado vazar a informação que tal sistema existisse, durante muito tempo tudo não passou de boatos e mitos da era eletrônica, uma espécie de lenda urbana. Poucos levaram em consideração a existência do Echelon

Qualquer um que confirmasse a existência de tal sistema era chamado de lunático, e isso somente começou a mudar a partir dos dois últimos anos, quando o Vaticano abriu inquéritos contra os EUA, em 1999, alegando que sua santidade estaria sendo espionada 24 horas por dia pelo Echelon.

O verdadeiro Big-Brother da história de George Orwell se traduz no Echelon. O sistema funciona por meio de cinco bases terrestres de recepção operando com supercomputadores Cray, cinco satélites retransmissores e mais de 200 satélites captadores, que cobrem o planeta (na verdade há falhas na China). Ele detecta conversas telefônicas e posicionamento de “linhas” celulares com precisão de poucos centímetros e pode ser usado para bombardeio lingado a GPS. O sistema opera com decodificador de voz e sistema de tradução multi-lingual em tempo real (patenteado pela NSA e indisponível no mercado comercial).

Por meio do Echelon é possível monitorar pessoas “alvo” específicas ou simplesmente manter os computadores buscando aleatoriamente telefonemas, faxes e e-mails que estejam usando um grupo de palavras-chave chamadas de “Dicionários Echelon“.

São dicionários configuráveis, mas com a função de interceptar e mensagens potencialmente perigosas para a mente doentia e cheia de paranoias do governo americano. Para ver o nível de paranoia ao qual o programa se atém, qualquer pessoa no mundo que digite, por exemplo, que gosta de bomba de chocolate, está sujeita a uma investigação de toda sua vida pela NSA somente por que sua frase envolve a palavra “bomba”. Conspiração, privacidade, ameaça, 2010, AVI e Echelon são algumas dessas palavras.

A lista completa segue:

Explosivos, armas, assassinato, conspiração, primários, detonadores, iniciadores, a carga principal, encargos nucleares, emboscada, sniping, carreata, IRS, BATF, jtf-6, mjtf, hrt, srt, reféns, munições, armas, TNT, RDX, amfo, hmtd, ácido pícrico, nitrito de prata, fulminato de mercúrio, comitiva presidencial, sal peter, carvão, enxofre, c4, composição b, amatol, PETN, azida de chumbo, chumbo styphante, DDNP, tetril, nitrocelulose, nitroamido, minas, granadas, foguetes, fusíveis, mecanismo de atraso, morteiros, RPG7, propulsores, bombas incendiárias, dispositivo incendiário, cupim, forças de segurança, inteligência, agências, a HRT, resistência, operações psicológicas, infiltração, a equipe de assalto, os elementos de defesa, a evasão, a detecção, a missão, as comunicações, a futebol, cargo prato, cargas moldadas, M118, claymore, coletes, encargos, estilhaços, temporizadores, dispositivos de temporização, boobytraps, detcord, pmk 40, silenciadores, Uzi, HK-MP5, AK-47, FAL, Jatti, Skorpion MP, balas de teflon, cordite, napalm, direito, Stingers, RPK, SOCIMI 821 SMG, STEN, BAR, MP40, HK-G3, FN-MAG, RPD, PzB39, Air Force One, M60, RPK74, SG530, SG540, Galil braço, Walther WA2000, HK33KE, Parker-Hale MOD. 82, AKR, Ingram MAC10, M3, L34A1, Walther MPL, AKS-74, HK-GR6, rodadas subsônicas, mídia balísticos, forças especiais, JFKSWC, SFOD-D, srt, Rewson, cofre, Waihopai, INFOSEC, ALFAZEMA, Informação Segurança, SAI, Information Warfare, IW, IS, de privacidade, Terrorismo Informação, Quênia, Terrorismo Informações Defensiva, Informações de Defesa Guerra, Information ofensivo, guerra de informação ofensiva, NAIA, SAPM, ASU, o Echelon ASTS, National Information Infrastructure, InfoSec, SAO, Reno, Compsec, SCIC, Computer Terrorism, Firewalls, conexões de internet segura, PIS, ISS, JDF, Senhas, NAAP, DefCon V, RSO, hackers, criptografia, ASWS, espionagem, USDOJ, NSA, CIA, S / Key, SSL, FBI, Serviço Secreto, USSS, Defcon, Militar, Casa Branca, secreto, NCCS, Efemérida, PGP, SALDV, PEM, resta, RSA, Perl-RSA, MSNBC, aposta, AOL, AOL TOS, CIS, CBOT, AIMSX, StarLAN , 3B2, BITNET, Tanzânia, SAMU, COSMOS, DATTA, E911, FCIC, HTCIA, IACIS, UT / RUS, JANET, ram, JICC, ReMOB, LEETAC, UTU, VNET, BRLO, SADCC, NSLEP, SACLANTCEN, FALN, 877 , NAVELEXSYSSECENGCEN, BZ, CANSLO, CBNRC, CIDA, JAVA, RSTA, o Active X, Compsec 97, RENS, LLC, DERA, JIC, rip, rb, Wu, RDI, Mavricks, Biol, Meta-hackers, ^?, SADT, Steve Case, Ferramentas, RECCEX, Telex, OTAN, monarquista, NMIC, NIOG, o BID, MID / KL, NADIS, NMI, SEIDM, BNC, CNCIS, STEEPLEBUSH, RG, BSS, DDIS, mixmaster, BCCI, BRGE, SARL, Militar Inteligência, JICA, Scully, recondo, Chama, Infowar, Bubba, Freeh, Arquivos, ISADC, CISSP, Sundevil, jaque, Investigation, jotas, ISACA, NCSA, ASVC, palavras susto, RRF, 1071, Bugs Bunny, Verisign, Secure, ASIO, Lebed, ICE, NRO, Lexis-Nexis, NSCT, SCIF, FLIR, JIC, bce, Lacrosse, Flashbangs, HRT, IRA, EODG, DIA, USCOI, CID, BOP, FINCEN, FLETC, NIJ, ACC, AFSPC, BMDO, site SASSTIXS, NAVWAN, NRL, RL, NAVWCWPNS, NSWC, Academia da Força Aérea, AHPCRC, ARPA, SARD, LABLINK, USACIL, SAPT, USCG, NRC, ~, O, NSA / CSS, CDC, DOE, SAAM, FMS, HPCC, NTIS, SEL, USCODE, CISE, SIRC, CIM, ISN, DJC, bemd, SGC, UNCPCJ, CFC, a Sabena, Dreo, CDA, RAMG, DRA, SHAPE, cão de pássaro, SACLANT, Becca DCJFTF, HALO, SC , TA SAS, Lander, GSM, T Branch, AST, SAMCOMM, HAHO, FKS, 868, GCHQ, DITSA, classificar AMEMB, NSG, HIC, EDI, Benelux, SAS, SBS, SAW, UDT, EODC, GOE, DOE , SAMF, GEO, JRB, 3P-HV, Masuda, Forte, AT, GIGN, Exon Shell, radint, MB, CQB, território continental dos EUA, CTU, RCMP, GRU, SASR, GSG-9, 22 º SAS, GEOS, EADA, SART, BBE, STEP, Echelon, dicionário, MD2, MD4, MDA, diwn, 747, ASIC, 777, RDI, 767, MI5, 737, MI6, 757, Kh-11, EODN, SHS, ^ X, Shayet-13 , SADMs, Spetznaz, Recce, 707, CIO, NOCS, Halcon, NSS, Coação, RAID, Uziel, wojo, Psyops, SASCOM, Grom, NSIRL, D-11, SERT, VIP, ARC, SET Team, NSWG, MP5K, satka, DREC, DEVGRP, DF, DSD, FDM, GRU, LRTS, SIGDEV, NACSI, MEU / SOC, PALOP, PTT, RFI, ZL31, SIGDASYS, TDM, SUKLO, Suslo, TELINT, fake, Texta, ELF, LF, MF, SIGS, VHF, Recon, peapod, PA598D28, Spall, dort, 50MZ, 11Emc Choe, SATCOMA, UHF, SHF, ASIO, SASP, WANK, coronel perturbação interna, 5ESS, contrabandear, Z-200, 15 kg, Duvdevan, RFX, nitrato, OIR, Pretoria, M-14, enigma, Bletchley Park, Clandestino, NSO, NKVD, argus, afsatcom, CQB, NVD, contra o Terrorismo, Segurança, SARA, de Reacção Rápida, JSOFC3IP, Segurança Corporativa, Police, atirador furtivo, PPS , ASIS, ASLET, TSCM, Security Consulting, Mx susto, Z-150T, de alta segurança, Avaliação de Segurança, Vigilância Eletrônica, MI-17, ISR, INE, Contraterrorismo, real, espiões, Iwo Jima, espionagem, depuração, CCSS, interceptação, Cocot, NACSI, rhost, rhosts, Aso, Seta, Amherst, Broadside, Capricórnio, NAVCM, Gama, Gorizont, Guppy, NSS, rita, ISSO, submiss, ASDIC,. tc, 2eme, FID, 7NL SBS, tekka, capitão , 226, .45, Nonac,. li, Ionosfera, Mole, Keyhole, NABS, Kilderkin, Alcachofra, Badger, Emerson, Tzvrif, SDIS, T2S2, STTC, DNR, NADDIS, NFLIS, CFD, trimestre, Centáurea, Daisy, Egret , Iris, JSOTF, Malva-rosa, jasmim, Juile, Vinnell, BDM, Esfinge, Stephanie, Reflexo, falou, talento, Trump, FX, FXR, FMI, POCSAG, rusers, vídeo Covert, Intiso, r00t, bloqueio picking, além da esperança, LASINT, csystems,. tm, passwd, 2600 Magazine, JUWTF, Concorrente, EO, Chan, Desbravadores, SEAL Team 3, n JTF, Nash, ISSAA, B61-11, Alouette, executivo de eventos de segurança, Mace, Cap-Stun, tocaia, ninja, ASIS, ISA, EOD, Oscor, Merlin, NTT, SL-1, Rolm, TIE, Tie-lutador, PBX, SLI, NTT, MSCJ, MIT, 69, RIT, Tempo, MSEE, Cable & Wireless, CSE, RSU, J2, Embaixada, ETA, Fax, Finks, criptografia de Fax, o ruído branco, Fernspäh, MYK, GAFE, Lofts, importação, chuva, tigre, buzzer, N9, o ruído rosa, CRA, MPRI, top secret, Mossberg, 50BMG, Macintosh Segurança, Macintosh Internet Security, OC3, Macintosh Firewalls, Unix segurança, Protecção VIP, SIG, varredura, Medco, TRD, TDR, Z, varrição, SURSAT, 5926, TELINT, Audiotel, Harvard, 1080H, SWS, de Ativos, As imagens de satélite, força, NAIAG, Cypherpunks, NARF, 127, Coderpunks, TRW, remailers, replay, ruivas, RX-7, explícito, FLAME, JTF-6, AVN, ISSSP, Anonymous, W, Sex, encadeamento, códigos, Nuclear , 20, subversivos, deslizamento, sapo, peixes, paraísos de dados, Unix, C, A, B, D, SUBACS, a, Elvis, quiche, DES, 1 *, Natia, NATOA, sneakers, UXO, () OC- 12, contra-espionagem, Shaldag, esporte, NASA, TWA, DT, gtegsc, owhere,. ch, esperança, emc, espionagem industrial, SUPIR, PI, TSCI, spookwords, inteligência industrial, PNH, SUAEWICS, Juiliett submarino da classe, Locks, QRSS , loch, 64 Vauxhall Cross, Ingram Mac-10, wwics, sigvoice, ssa, EOD, SEMTEX, penrep, Racal, OTP, OSS, Siemens, RPC, Met, CIA-DST, INI, observadores, keebler, contatos, Zarabatana, BTM, CCS, GSA, classe Kilo, rojão, Primacord, RSP, Z7, Becker, Nerd, presas, Austin, nenhum | d, Comirex, GPMG, Speakeasy, humint, GEODSS, SORO, M5, bromure, ANC, zona SBI , DSS, SAIC, Minox, Keyhole, SAR, Rand Corporation, Starr, Wackenhutt, EO, Burhop, Wackendude, mol, Shelton, 2E781, F-22, 2010, JCET, cocaína, Vale, IG, Kosovo, Dake, 36800, Hillal, Pesec, Hindawi, GGL, NAICC, CTU, botux, virus, CCC, ISPE, CCSC, Scud, SecDef, Magdeyev, VOA, Kosiura, varíola, Tajik, + =, na lista negra 411, TRDL, Underground Internet, BX, XS4ALL, wetsu, muezzin, Fetish retina, WIR, Fetish, FCA, Yobie, forschung, emm, ANZUS, Reprieve, NZC-332, edição, cartões, mania, 701, CTP, CATO, Phon-e, Chicago Posse, NSDM, l0ck, susto, palavras-chave, QRR, PLA, TDYC, W3, CUD, CDC, Weekly World News, Zen, World Domination, Dead, GRU, M72750, Salsa, 7, Blowfish, Gorelick, Glock, Ft. Meade, NSWT, press-release, WISDIM, queimado, Indigo, transferência eletrônica, e-cash, Bubba the Love Sponge, Enforcers, DigiCash, zip, SWAT, Ortega, PPP, NACSE, cripto-anarquia, AT & T, SGI, SUN, MCI, Blacknet, ISM, JCE, Intermediário, KLM, Blackbird, NSV, GQ360, X400, Texas, jihad, SDI, BRIGAND, Uzi, Fort Meade, * &, gchq.gov.uk, supercomputador, ouro, 3, NTTC, Blackmednet:, Propaganda, ABC, telefones por satélite, IWIS, Planeta-1, ISTA, rs9512c, África do Sul, Sergeyev, Montenegro, Toeffler, Rebollo, sorot, criptoanálise, nuclear, N 52 52 – 03 03 W, Morgan, Canino, GEBA, INSCOM, MEMEX, Stanley, FBI, Panamá, físsil, Sears Tower, NORAD, Delta Force, SEAL, virtual, WASS, WID, punhal, secure shell, parafusos, Black-Ops, O / S, Area51, SABC, cave , ISWG, $ @, data-paraíso, NSDD, preto-bag, rack, tempestade, Goodwin, rebeldes, ID, MD5, IDEA, lixo, mercado, carne, Stego, ISAF, não classificada, Sayeret Tzanhanim, Parasar, Gripan, pirg , encaracolado, Taiwan, convidado, utopia, NSG, ortodoxo, CCSQ, Alica, SHA, Global, gorila, Bob, UNSCOM, Fukuyama, Manfurov, Kvashnin, Marx, Abdurahmon, snullen, pseudônimos, MITM, NARF, cinza de Dados, VLSI, mega, Leitrim, Yakima, NSES, Sugar Grove, WAS, Cowboy, Síntese, 8182, Gatt, Plataforma de 1911, Geraldton, UKUSA, vegetariano, XM, Parvus, NAVSVS, 3848, Morwenstow, Consul, Oratório, Pine Gap, Menwith, Mantis, DSD, BVD 1984, soprar, botões, EPA, pederneira, PABX, Electron, Chicago Crosta, e95, DDR & E, 3M, KEDO, iButton, R1, ERCO, Toffler, FAS, RHL, K3, Visa / BCC, SNT, Ceridian, STE, condor, CipherTAC-2000, ETACS, Shipiro, ssor, piz, fritz, KY, 32, Edens, Kiwis, Kamumaruha, DODIG, Firefly, HRM, Albright, Bellcore, ferroviário, csim, NMS, 2c FIPS140-1, CAVE, E-Bomb, CDMA, Fortezza, 355ml, ISSC, cybercash, NAWAS, o governo, NSY, ódio, speedbump, joe, illuminati, BOSS, Kourou, Misawa, Morse, HF, P415, amada, filofax, do Golfo, Lamma, Unidade 5707, Sayeret Mat’kal, Unidade 669, Sayeret Golani, Lanceros, Summercon, SINDAE, presidente, ISFR, liberdade, ISSO, Walburn, Defcon VI, DC6, Larson, P99, Herf pipe-bomba, 2,3 Oz ., cocaína, $, impacto, Roswell, ESN, COS, ET, cartão de crédito, b9, fraude, ST1, assassinar, vírus, ISCS, ISPR, anarquia, desonestos, mailbomb, 888, Chelsea, 1997, Whitewater, MOD, York , plutônio, William Gates, clone, BATF, SGDN, Nike, WWSV, Atlas, IWWSVCS, Delta, TWA, Kiwi, PGP 2.6.2., 5.0i PGP, PGP 5.1, siliconpimp, SASSTIXS, IWG, Lynch, 414, Face , Pixar, IRIDF, NSRB, servidor de eternidade, Skytel, Yukon, Templeton, Johohonbu, LUK, Cohiba, Soros, Standford, de nicho, ISEP, ISEC, 51, H & K, USP, ^, sardinha, banco, EUB, USP, PCS, NRO, Red celular, NSOF, Glock 26, fungar, Patel, pacote, ISI, INR, INS, IRS, GRU, RUOP, GSS, NSP, SRI, Ronco, Armani, BOSS, Chobetsu, FBIS, BND, SISDE, FSB, BfV, IB, froglegs, Jitem, SADF, aconselhar, TUSA, LITE, PKK, HoHoCon, SISMI, ISG, FIS, MSW, Spyderco, UOP, SSCI, NIMA, HAMASMOIS, SVR, SIN, conselheiros, SAP, Monica, da OUA, PFS, Aladdin, AG, o homem camaleão, Hutsul, CESID, Bess, arma ferroviário, 0,375, Peering, CSC, Tangimoana Beach, Commecen, Vanuatu, Kwajalein, LHI, DRM, GSGI, DST, MITI, JERTO, SDF, Koancho, Blenheim, Rivera, Kyudanki, varon, 310, 17, 312, NB, CBM, CTP, Sardinha, SBIRS, maxilas, SGDN, ADIU, DeaDBeeF, IDP, IDF, Halibut, SONANGOL, Flu, e, Lombo, PGP 5,53, meta , Faber, SFPD, EG & G, ISEP, blackjack, Fox, Aum, AIEWS, AMW, RHL, Baranyi, WORM, MP5K-SD, 1071, asas, cdi, VIA, DynCorp, UXO, Ti, WWSP, WID, osco, Mary , honra, Templários, THAAD, pacote, CISD, ISG, BIOLWPN, JRA, ISB, ISDS, escolhido, LBSD, van, Schloss, POS, DCSS, DPSD, LIF, PRIME, SURVIAC, telex, SP4, Analyzer, embaixada, Golf , B61-7, Bordo, Tóquio, ERR, SBU, ameaça, JPL, Tess, SE, EPL, SPINTCOM, ISS-ADP, Merv, México, SUR, SO13, Rojdykarna, fuselagem, 510, EUROFED, Avi, abrigo, Crypto AG.

Echelon vem sendo utilizado em todo o mundo e em breve será implantado em diversos países, inclusive o Brasil.

Fonte: http://21dedezembro2012.blogspot.com.br/2013/08/aldo-novak-denuncia-operacao-echelon.html

Anúncios

Um comentário em “Aldo Novak Denuncia: Operação ECHELON

Obrigado por participar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s