NIBIRU – PLANETA X

Como já foi falado aqui no blog, Nibiru é um planeta que os Sumérios acreditavam que existe, posteriormente outras civilizações, inclusive a Egípcia também confirmou essa existência. Segundo esses povos antigos, a órbita deste planeta é elíptica e extremamente alongada. Segundo registros cuneiformes sumérios, Nibiru há milhares de anos orbita no nosso sistema solar, porém tem um padrão de órbita tão diferente dos outros planetas do nosso sistema, que ainda não o achamos. Até aí parece conto de carochinha, mas tem um detalhe: se os sumérios acertaram cálculos gigantes sobre a distância de cada planeta, as suas órbitas e até a composição destes corpos celestes, por que eles iriam errar sobre a existência desse tal Planeta Nibiru?

Os sumérios descreviam nosso sistema solar como um conjunto de 12 corpos celestes significativos – Sol, Mercúrio, Vênus, Lua, Terra, Marte, Júpter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão. Na linguagem zodiacal, estes astros são todos chamados “planetas”, embora, entre eles, os antigos incluíssem a Lua e o Sol. Isso significa que os mesopotâmios, não somente possuíam um inexplicável conhecimento astronômico; eles também afirmavam a existência de planetas que somente a ciência contemporânea pôde reconhecer muito recentemente – Urano, Netuno e Plutão só foram “descobertos” em 1781, 1846 e 1930 respectivamente. Até hoje Nibiru é o 12º planeta desconhecido, porém procurado. Ora, se os Sumérios, há 6 mil anos, estavam corretos em relação aos nove planetas reconhecidos hoje porque não poderiam estar, igualmente corretos, em relação a Nibiru?

Completando a estranheza, os Sumérios também chamavam Nibiru de “Planeta Vermelho” ou “Planeta da Passagem” e o desenhavam como uma bola vermelha de asas. Curiosamente os Egípcios muito tempo depois faziam o mesmo desenho. Segundo o estudioso Zecharia Sitchin, Nibiru tem uma órbita de 3.600 anos, ou seja, a Terra leva 1 ano para fazer o contorno ao Sol, enquanto Nibiru por causa da sua órbita gigantesca, demoraria 3.600 anos para completar sua órbita.

Bem, até aí você teve argumentos para pelo menos pensar na possível existência desse planeta, agora vem a parte curiosa: Segundo os Sumérios, está nas mãos de Nibiru o destino do nosso planeta. A cada 3.600 anos Nibiru passa próximo a Terra e ocasiona catástrofes no nosso planeta. Da última vez que ele passou, causou o dilúvio, e sua aproximação é a causa das mudanças climáticas da atualidade.

E mais, segundo os Sumérios, Nibiru é habitado. Eles diziam que os deuses moravam lá e vinham para terra quando o planeta se aproximava. Os chamavam de Anunnaki, que significa “aqueles que do céu a terra vieram”. Eles teriam criado o homem como o conhecemos hoje (homo-sapiens), e acham que a Terra e nós mesmos são sua propriedade. Então, se Nibiru aparecer, além de problemas de ordem física em nosso planeta, muito provavelmente teremos que lidar com alguns visitantes que talvez se mostrem muito indesejados.

Os arqueólogos dizem que este símbolo representa o Sol. Mas talvez essa não seja bem a verdade. Os egípcios deviam conhecer Nibiru, assim como os sumérios, pois seu império durou milênios. Tempo suficiente para poder testemunhar pelo menos uma das passagens deste planeta por aqui.
Alguns acham que o tal globo alado egípcio se refere a uma estrela, mas como o próprio Zecharia Sitchin afirma, quando Nibiru atravessar nosso Sistema, nós da Terra veremos um “Segundo Sol” no céu com tom avermelhado.

Fonte: http://taduvidando.blogspot.com.br/2013/02/nibiru-planeta-x.html

//

Anúncios

Obrigado por participar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s