Novas ‘aparições marianas’ no Ceará alertam ufólogos

Região já foi palco de UFOs sob semelhantes situações

Foto do fenômeno ocorrido em Baturité no ano de 1994, presenciado por milhares de pessoas





Exatamente 17 anos após os episódios no município de Baturité (CE), no sítio Labirinto – investigado à época pelo Centro de Pesquisas Ufológicas (CPU) do Ceará, presidido pelo co-editor da Revista UFO Reginaldo de Athayde [Veja artigos indicados ao final da matéria] -, uma nova manifestação classificada como supostamente religiosa pelos fiéis volta a chamar atenção da população cearense, desta vez no município deIpu, microrregião da Ibiapaba, ao norte do estado do Ceará.


Os dois episódios possuem aspectos comuns, como ocorrerem na zona rural, no caso de Ipu na localidade de Estivado, 18 km da sede do município, e ambos contarem com a presença de uma personagem local que intermedeia as aparições marianas ou ufológicas. Em Ipu, a figura é Maria Alice, uma portuguesa que se autodenomina vidente e reside na vizinha cidade de Tianguá. Ela afirma receber mensagens da própria Virgem Maria.


Acompanhada de padres, grupos católicos e um bispo da Igreja Ortodoxa, D. Giácomo, a suposta vidente Maria Alice esteve recentemente em Estivado, o que motivou a visita de mais de 1.000 pessoas à localidade, tornando-o ponto de visitação turística.


Aparições anteriores


Um aspecto curioso do caso é que estas não são as primeiras manifestações desse tipo na região. Na mesma Estivado, também em 1994, ano do fenômeno em Baturité, há registros de aparições da suposta santa ou de luzes que rondavam toda a área.


O primeiro relato data do dia 19 de agosto de 1994, onde um grupo de oito alunas na faixa etária de cinco a 10 anos, ao retornarem da escola, teriam avistado uma luz branca com uma coroa que brilhava, da cor do Sol. Também chamou atenção o relato de uma das crianças, hoje a jovem Lilian Magalhães Rodrigues (26), que afirmava não somente ver, mas também conversar com suposta santa que sempre aparecia em cima de uma árvore. 

CRÉDITO: IPU NOTÍCIAS/CSPU

A beata

A beata Maria Alice, que conversaria com a possível entidade religiosa
 Fenômenos


E se você pensa que as curiosidades param por aí, pessoas da comunidade também relatam fenômenos intrigantes por ocasião do aparecimento da suposta Virgem Maria, como o forte aroma de flores por todo ambiente e a mudança na coloração solar naquela área.


Uma das testemunhas dessas novas ocorrências é a senhora Vera Nobre, ministra de eucaristia da Igreja Católica da capela Nossa Senhora de Fátima da comunidade de Estivado. Segundo a religiosa, no dia 04 de setembro de 2011, por volta de 16h00, o Sol ficou com uma cor diferente e ela assim percebeu o fenômeno: “Era uma cor azul esverdeada que poderíamos passar um bom tempo olhando que a visão e não incandescia e nem embaraçava”. Também afirmou ter sentido um aroma intenso de rosas, que perfumou todo o ambiente e inclusive a areia do local da aparição, fato que levou muitos fiéis a disputarem amostras dos grânulos como lembrança do fato.


Ponto de peregrinação


Após todos esses acontecimentos, o local acabou se tornando um ponto turístico, sendo hoje visitado por muitos fiéis que afirmam receber milagres e outras graças, sempre deixando objetos como camisas, fotos, mensagens de agradecimento e partes do corpo escupidos em madeira.


Uma cruz feita de concreto marca o local exato onde a primeira aparição teria acontecido e é zelada até hoje pelo casal Vera e Raimundo Nobre. A implantação da cruz no local, segundo Vera Nobre, só foi construída depois que um filho do casal teria se curado de um sopro do coração. 
CRÉDITO: IPU NOTÍCIAS/CSPU

O ponto exato que se tornou área de peregrinação dos devotos

O ponto exato que se tornou área de peregrinação dos devotos, com uma cruz de concreto
 Perspectiva ufológica


“Foi estarrecedor. Simplesmente, nunca vi nada igual!”. Com essas palavras, o ufólogo Reginaldo de Athayde – um pesquisador veterano com mais de 50 anos de experiência e co-editor da UFO – definiu o que ele e outros integrantes de seu grupo de estudos presenciaram no dia 01 de outubro de 1994. Num acontecimento extraordinário, embora não inédito, mais de 5.000 pessoas acompanharam por vários minutos um inusitado show aéreo de nada menos do que quatro objetos voadores não identificados. 


Ninguém estava ali, no interior do Ceará, para ver UFOs. Essa multidão toda tinha ido à causticantemente quente Serra de Baturité para receber a Virgem Maria e pedir perdão aos seus pecados, rezar e adorar a Virgem. Mas ninguém escapou do susto, embora ainda haja quem diga que os UFOs eram “lágrimas” da santa ou “contas” de seu colar celestial. 


As aparições marianas são fenômenos cuidadosamente estudados pela Ufologia, e assim está procedendo o Centro Sobralense de Pesquisa Ufológica (CSPU) neste recente caso de outubro. “Essas situações que envolvem a fé da população requerem cautela e respeito às crenças, contudo, nosso grupo não se esquivará de buscar esclarecer o fenômeno, já que diversas são as pesquisas que os relacionam com a presença de UFOs, como o caso de Baturité, comprovado pelo CPU, à época numa operação coordenada pelo ufólogo Reginaldo de Athayde, além de muitos outros em todo o planeta”, discorreu o pesquisador e integrante do CSPU Jânder Magalhães.


Membros do grupo cearense já iniciaram as primeiras pesquisas e uma visita ao local deve acontecer em breve.
Fonte: UFO

Anúncios

Obrigado por participar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s